JSN Ferado - шаблон joomla Форекс

O cinto de lombar usado na musculação é uma ferramenta de treino muito útil quando usada corretamente.

O propósito de se usar o cinto durante os exercícios é devido a sua capacidade de aumentar a pressão intra-abdominal. O aumento de pressão ajuda a estabilizar toda a região, criando um ambiente mais seguro para a coluna e pode até fazer com que você use mais carga.

Isto é extremamente útil em exercícios como agachamento e levantamento terra, que podem gerar mais compressão na coluna.

O lado negativo do uso do cinto é que, quando usado excessivamente e incorretamente, ele pode reduzir o desenvolvimento dos músculos que naturalmente protegeriam a lombar e coluna.

Na verdade, na maior parte do tempo, a maioria das pessoas não deveriam usar o cinto de lombar.

O cinto é uma ferramenta de treino, usada por pessoas específicas em situações específicas – e não um acessório (como luva ou garrafa d’água).

Todos nós já vimos aquele cara que chega na academia já com o cinto devidamente colocado, fica com ele durante o treino inteiro, tanto pra fazer terra como rosca direta com 5kg de cada lado.

Errado. Esses caras podem pensar que estão sendo extra cautelosos ao cuidar da lombar, mas na verdade estão enfraquecendo-a ao impedir que o próprio corpo fortaleça essa região.

Os músculos do core (lombar, abdômen, etc), quando fortalecidos, já formam uma espécie de cinto natural que protege nossa coluna. Usar precocemente e excessivamente uma ferramenta externa que faça isso por você, impede que isto aconteça ao mesmo tempo que o resto do corpo vai ficando mais forte.

O resultado ? Você vai ficar grande, mas com um core fraco e quando estiver sem o cinto estará sujeito a lesões mais frequentes justamente porque o corpo é capaz de gerar força para levantar bastante carga, mas sem ter estabilidade na coluna para sustentá-la.

Outro problema é que o uso do cinto pode estar mascarando problemas: às vezes as pessoas sentem dores na coluna e lombar ao executar certos exercícios, ao adotar o cinto a dor desaparece. Isto acontece porque o cinto tira o estresse da região, mas o que estava causando a dor ainda pode estar lá.

Primeiramente, se você sente dor ao fazer um exercício, algo está errado. Você já pode estar machucado ou está executando o exercício de maneira incorreta (às vezes os dois).

Em ambos os casos, o cinto não deveria estar sendo usado, pelo menos não sem a supervisão de um médico. E não estamos sendo 100% politicamente corretos, coluna é um assunto sério e problemas deste tipo poderão afetar seriamente a sua “carreira” na academia (ao ponto de encerrá-la precocemente).

Se você sente dores articulares durante e/ou depois dos exercícios, procure ajuda médica e não tente fazer as coisas por conta própria (exemplo: usar cinto para “curar” a dor, sem saber a real causa).

Afinal, quem deve (e não deve) usar o cinto de lombar ?

No geral, todos os iniciantes que não tem uma base sólida de força, ou seja, ainda estão longe de levantar o próprio peso em exercícios como agachamento e terra NÃO deveriam estar usando cinto (a menos que isto tenha sido recomendado pelo seu médico).

Com isto fora do caminho, o cinto deve ser usado em seu treino se:

Você já é um intermediário ou avançado que já está alguns anos treinando pesado e usando constantemente os exercícios básicos.

Você já progrediu bastante sem o cinto e já está levantando cargas bastante elevadas comparada com o seu peso corporal.

Você já dominou a técnica da maioria dos exercícios.

Você está testando a sua repetição máxima em exercícios como agachamento, terra e desenvolvimento militar (principais movimentos que comprimem a coluna).

Com todos esses fatores em cheque, o cinto finalmente pode ser usado e poderá até mesmo melhorar a sua performance no treino (neste caso).

Mesmo assim, o uso não é obrigatório ao ponto de você pensar que tem que ficar em casa se não tiver um cinto em mãos. Se você tem treinado tranquilamente sem cinto, está progredindo e a lombar nunca reclamou, você pode simplesmente continuar treinando assim e só usar um cinto quando realmente sentir necessidade.

Como usar o cinto.

Ok, você já está treinando há algum tempo, já passou da fase de iniciante e usa pesos consideráveis. Agora você acha que está na hora de ultrapassar seu limite com segurança usando o cinto. Perfeito. Neste caso, como colocá-lo corretamente para extrair os seus benefícios ?

Primeiramente, não há muito a se falar a respeito de como usar o cinto, no sentido de que se você fizer algo errado na hora de colocá-lo, algo de muito ruim pode acontecer.

Fique tranquilo quanto a isso.

Apenas tenha certeza de que o cinto esteja sendo colocado na parte inferior do abdômen, mas um pouco acima do osso do quadril de uma maneira que você não se incomode durante o exercício com o cinto impedindo o movimento natural do exercício.

Quanto ao aperto do cinto, se ele for de furos, veja qual é o furo mais apertado e então use o anterior (um pouco mais frouxo). Com o cinto de velcro você precisará de um pouco de tentativa e erro para ver qual é o aperto ideal, mas independente do tipo de cinto, ele precisa estar apertado ao mesmo tempo que você ainda pode respirar fundo usando ele.

Qual cinto comprar.

Entre o cinto de couro com furos e o de tecido com velcro (os principais tipos disponíveis no Brasil), é muito melhor desembolsar alguns reais a mais e ficar com o cinto de couro e entre os de couro, não economize.

Um bom cinto de couro pode custar entre 100 a 200 reais, mas vai durar a vida inteira e, se duvidar, você ainda vai passá-lo como herança para o seu filho. Então vale a pena investir um pouco a mais e comprar algo bem feito.

Dica: se por ventura você conseguir estragar seu cinto de couro (você vai precisar de muito esforço pra conseguir fazer isso), procure um sapateiro. Ele vai conseguir consertar qualquer coisa que venha acontecer com o cinto e não vai custar mais que de R$10.

Palavras finais.

Cinto de lombar é uma ferramenta útil, mas apenas para pessoas experientes, que usam bastante cargas nos exercícios básicos.

Antes disso, foque-se em aprender a fazer os exercícios corretamente, construa uma base sólida, desenvolva o seu core naturalmente e só então, quando e se precisar, use o cinto.

 

 

Fonte: hipertrofia.org

Últimos Artigos

Os melhores exercícios e treino para abdômen

Os melhores exercícios e treino para abdômen

Existem inúmeros exercícios e treinos  ...

Receita de pizza de frango saudável com 50g de proteína

Receita de pizza de frango saudável com 50g de proteína

            Pizza é um dos pratos mais ...

Novidades

Assine Up Fitness

Faça parte da Nossa Lista de Email
Inscreva-se em nossa lista de newsletter semanal. Basta inserir o seu email abaixo.
Email *
Nome *
Sobrenome *
 
* Campo Obrigatório

 

Topo
Academia Up Fitness © - 2015 - (42) 3127 2000  | |  Site Desenvolvido por Stúdio AP